Serei uma plantinha daninha?
40424
post-template-default,single,single-post,postid-40424,single-format-gallery,theme-brick,select-core-1.2.1,woocommerce-no-js,brick-theme-ver-3.1.3,ajax_fade,page_not_loaded,smooth_scroll,vertical_menu_with_scroll,columns-4,type1,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.1,vc_responsive

Serei uma plantinha daninha?

de Carlos Canhoto e Danuta Wojciechowska

Serei uma plantinha daninha?

Serei uma plantinha daninha? conta-nos a história de uma pequena semente que tem medo de vir a ser uma planta daninha. Na horta, junto de outros frutos e legumes, ela cresce muito confusa, por não saber, ao certo, o que virá a ser. Neste conto, para crianças pequenas, encontramos uma plantinha que, como qualquer um de nós, tem as suas dúvidas e receios.

Era uma vez uma sementinha, pequenina, muito pequenininha, que vivia aconchegada, numa cama de terra fofa, tão quentinha e arejada, que não precisava de edredão, nem de almofada. Era uma terra sagrada, onde não faltava nada: minhocas, aranhas, bichos de conta, e um milhão de milhões de seres invisíveis, que tudo faziam, para que nada faltasse aos que dela viviam.

Carlos Canhoto (António Luís Carlos), permacultor e apicultor, partilha com o leitor o seu olhar sobre a natureza, dando a conhecer, ao longo da história, as várias etapas do crescimento desta planta tão especial. Neste livro, descobrimos o fascínio pela terra mãe, sempre em mudança e repleta de surpresas.

 

Uma edição LUPA
Textos: Carlos Canhoto
Ilustrações: Danuta Wojciechowska
Formato: 19,5 x 22 cm
PVP: 12,50 euros
COMPRAR